sábado, 24 de março de 2012

Energia Monetária - as Cores do Dinheiro - por André Louro de Almeida


 Vamos tentar trazer ao de cima as chaves que nos permitam ter um olhar profundo em relação ao que se chama “dinheiro”, e que é, obviamente, um termo inadequado quando nós nos preparamos para permitir que desça sobre a nossa consciência uma relação com um Universo em que tudo é energia.

Esta nossa relação com o dinheiro tem orígem em níveis muito profundos da consciência do planeta mas felizmente os seres humanos estão a ser preparados, também a níveis profundos, para desenvolver uma nova consciência de fluxo, de circulação, de respiração monetária: uma percepção do dinheiro como um continuum...

Há uns anos atrás, eu e um amigo nutricionista, começámos a fazer uma espécie de desafio que consistia em elaborar um novo tipo de comida, bastante curioso em termos de proteínas, com distribuição gratuita ao público, as pessoas fariam apenas donativos. O objectivo era libertar a confecção de alimentos da lógica comercial, e portanto, tentar trazer os alimentos para o nível do serviço e retirá-los do nível cármico em que eles estão a maior parte do tempo.

Assim que nós começámos a entrar no plano prático, eu senti, em termos psíquicos, um movimento extremamente poderoso, negro, em níveis do subconsciente colectivo.

O que nós percebemos é que se esse projecto fosse além, e começasse realmente a chegar ao plano físico, alguma coisa muito escura ia acontecer. Isto foi há cinco anos. Pela primeira vez fez-se contacto, não teórico, com as forças que mantêm o jogo planetário, e a partir desse dia ficou uma partícula na nossa consciência que perguntava: “o que é que se mexeu?”

Houve uma sensação de tremor de terra, como se algo muito poderoso que está no subconsciente colectivo, pelo simples facto de passar a haver um alimento gratuito que funcionava com donativos - que é uma coisa que muitas organizações já têm, a nível filantrópico - só pelo facto de aquilo ser feito em glória, ao divino. Era um pão que era amassado, fortalecido, enriquecido com proteínas, etc., em glória ao divino, o objectivo era fazer um pão liberto de qualquer interesse pecuniário, livre de carma, e alguma coisa muito poderosa se mexeu, e nós parámos. O que é que é posto em movimento quando as coisas passam para este nível?


___________________________________________________________________



Quando um Logos planetário inicia um processo de expressão de todo o seu potencial divino, através de uma massa de hidrogénio submetida a forças da gravidade, arrefecendo até se transformar num planeta, quando um Logos assume esta escala e este serviço, ainda que ele esteja por detrás da tela do espaço e do tempo, os feixes das suas energias - 1º, 2º e 3º Raios - precisam de atravessar a tela do espaço e do tempo.

Quando o Logos inicia o seu acto criador desenvolve-se um processo descendente. A Sua Vontade Divina compacta-se até se transformar em potência pura, a aplicação directa do 1º Raio sobre a matéria. Da mesma forma o 2º Raio logóico impacta sobre a substância e produz coesão. Isto é, as formas mais primitivas a tónicas de amor e o 3º aspecto produz movimento, actividade, ondulação.

O princípio da expressão de um Deus local através da esfera arquitetónica de um planeta implica a erupção de forças que são como que um magma primitivo. Uma força que, ainda que a sua origem última, seja o próprio Logos, na proporção em que ela transpira através da superfície da substância em evolução, ela começa sempre por ser uma pulsão e uma erupção de potência primitiva primordial.

Se fizermos uma genealogia do que se chama energia monetária, vamos passar para as riquezas materiais, depois para a propriedade privada e a origem da propriedade privada constatamos que é a lei do mais forte - lei da selva.

A propriedade privada, a ideia de posse, vêm da lei da selva que lida com o aspecto primitivo do 1º Raio, isto é, a vitalidade sob a forma de força. Tudo o que vamos trabalhar hoje tem a ver com prana.

A primeira forma com que o prana se exprime através de um indivíduo em termos primitivos, é a força física. A origem do poder económico é a lei da selva (é uma lei natural), isto é: a Lei do Mais Forte. A energia que neste momento varre a Terra vinda de recantos altíssimos do sistema solar vai começar a expor o problema económico a leis sobrenaturais.

Poder, força, são prana.

Toda a posse assenta num acto de violência essencial que são os vulcões, as feras, o acto brutal de tomar a vida como expressão da força pura. Esse é o primeiro nível negro, básico e obscuro, e no nosso caso corresponde ao chacra da raiz, cuja função era garantir a sobrevivência e o território.

A segunda forma pela qual se deu a perpetuação do poder sobre os bens foi através do sémen, que é a hereditariedade, são as heranças. Então, nós temos um nível de prana que é força, vitalidade, que é a expressão mais primitiva do 1º Raio, e temos o sémen que é já uma diferenciação da mesma energia e portanto, um outro nível de vitalidade, é um plasma vital, não é violento, é criativo.

Esta segunda diferenciação alinha esse poder com a família, e, nesse sentido, o filho é um prolongamento do nosso ego, e desta forma, os seres humanos mantiveram o que tinham conquistado pela força, pela hereditariedade, através das heranças (eu vou-me embora mas deixo-te o produto das minhas conquistas. O meu palácio assenta sobre milhares de mortos, meu filho, eu deixo-to, administra-o bem). Entendem como isto está impregnado de carma?
Em que momento é que se passa para o terceiro nível de diferenciação? No momento em que a riqueza adquire conceitos abstractos para além do território físico que se conquistou e para além do filho a quem se passa essa riqueza. É sempre o prolongamento do ego, é sempre a lei da selva.
Isto são níveis de posse e de demarcação de território. Todo o sentido de propriedade privada e de posse assenta: 1º na violência (1º chacra); 2º no sémen (2º chacra); 3º nos bens (3º chacra). Isto é o reino maravilhoso dos chacras inferiores.

O chacra básico que consideramos o mais inferior de todos, em algum tempo do desenvolvimento da consciência humana era um chacra superior. Através da lei do mais forte, através do parentesco e através da valorização de objectos em abstracto, os três chacras inferiores criaram o seu domínio e isso fazia parte do programa até um certo estado de desenvolvimento da consciência da humanidade, isso foi útil e bom no seu tempo e no seu espaço.

O dinheiro é prana cristalizado. Para que possamos ter uma definição verdadeiramente interna e não economista ou intelectual, a vitalidade de força que eu exerci sobre o meu inimigo através da qual eu conquistei território, era prana, o sémen é prana e os bens materiais são prana cristalizado, isto é, o poder que eles têm de pôr outro ser a trabalhar para ti está intimamente ligado com o 3º Raio do Logos.

Se nós conseguimos chegar a este ponto e perceber que estamos a lidar com uma força mágica, oculta, cada vez que o dinheiro passar por nós, vamos ter consciência e não semi consciência.
A nossa relação com esta força mundial é geralmente sonolenta ou ambiciosa e o que estamos sendo convidados a desenvolver é uma relação geométrica, límpida, uma relação de 5º Raio que é o raio que põe tudo plano, e neste contexto, precisamos olhar para o dinheiro e perceber que ali está cristalizado um infinitésimo do prana deste planeta, isto é, da possibilidade da ondulação, do movimento, de fazer acontecer.

O dinheiro é regido fortemente pelo 7º Raio, tal como a violência física que está ligada ao chacra da raiz e a sexualidade, tudo isto tem a ver com densificação, com materialização, com precipitação, com expressão, com trazer para baixo, e o dinheiro é óptimo a trazer para baixo acontecimentos e consciências, isto é, o dinheiro pode fazer com que o projecto de uma ponte passe a ser um facto, ele foi o agente de precipitação, da mesma forma ele pode fazer com que a tua consciência que estava subindo para um nível alto, desça. Ele foi também um agente de precipitação só que desta vez no sentido negativo.

Está-se a lidar com um tipo de prana que uma vez cristalizado e concentrado tem um poder concretante, materializante, eventualmente para um ser refinado, esse poder torna-se negativo.

Estas três forças, não a sexualidade no sentido comum, no sentido saudável, mas a sexualidade deslocada do seu contexto especificamente humano. O dinheiro, a sexualidade e a violência estão intimamente ligados e formam a prisão do homem.

A energia monetária serviu para a precipitação, portanto, para o domínio do homem sobre a matéria, mas a forma como ele foi utilizado, fez com que, quanto mais o homem dominasse a matéria, mais ele era dominado pela matéria. A conquista do mundo tornou-se um auto aprisionamento. A aventura da descoberta do planeta transformou-se na imobilização progressiva da liberdade humana.

Quando os seres humanos querem manter o seu território (e neste caso temos que falar claramente do ego e não da persona), utilizam estas três forças.

Neste impulso ascendente, essas forças primitivas que vinham do Logos, há muito tempo cumpriram a sua função, a experiência humana é a de receber pela esquerda essas forças densas e pela direita a voz interior.

A experiência humana consiste na combinação progressiva da energia que a voz emana com essas forças densas.

Quando o Logos projecta a sua potência por baixo, ele gera estes reservatórios de força pura.
O 1º Raio no seu ponto de partida (ponto alfa), é erupção vulcânica, é magma e é violência. O 2º Raio tem a ver com a atracção não consciente, com a pura atracção de polaridades e o 3º Raio tem a ver com o desenvolvimento de uma consciência gradual do meio ambiente.

A utilização que nós damos à energia monetária é um trabalho sagrado porque através de ti, cada vez que chega um impulso de energia monetária tens vários caminhos para onde dirigir essa potência.

A violência pura (1º Raio primitivo) deverá evoluir até se transformar em vontade. O dinheiro é expressão de movimento, é energia prânica cristalizada, com isto nós estamos contribuindo para que essas potências primitivas do Logos que se exprimiram na humanidade sob a forma de violência, de riqueza acumulada, estamos a permitir que essas potências desapareçam e tu tornas-te um co-criador com o Logos.

Tudo o que é material, sólido, concreto, são trampolins, são suportes de evolução, não têm qualquer outro valor. Se eu preciso de uma folha de papel para escrever um texto, naquele momento a folha de papel é muito mais importante que um relógio, no entanto, em termos económicos, o relógio vale mais que uma folha de papel. Precisamos ver o suporte que a matéria fornece à evolução da consciência, precisamos ter uma relação com a substância, elástica, fluida, liberta.

Está-nos a ser pedido que utilizemos a substância de uma forma elástica, hidráulica, como um suporte que me leve para mais além. Há um processo através do qual nos vamos desprogramando. Neste momento, o que nos liga a uma visão material e simplista do dinheiro, começa por ter o seu registo ao nível da possibilidade de sermos ainda violentos, funciona como factor 1 que alimenta a necessidade de definir território e de nos sentirmos seguros em função de bens materiais e do dinheiro trabalhar a nossa relação com a energia monetária, e começar a ter uma consciência de fluxo com esta força, e não uma consciência sólida, é preciso dessolidificar o dinheiro, torná-lo de novo uma corrente pura de energia e não mais um conjunto de objectos e uma fonte de atracção.

Para que eu possa fazer este trabalho, preciso começar conscientemente a eliminar o medo ancestral que está registado no chacra da raiz. A seguir preciso criar na minha mente um estado de castidade mental, e se eu começo a ter este segundo nível purificado, eu começo a ter a possibilidade de purificar a minha relação com o dinheiro, com a riqueza e com os bens materiais. Esta é a gradação, começa no medo, continua do sentido de posse sexual e termina nos bens materiais, no dinheiro e na necessidade de acumular riqueza. É uma desprogramação gradual que deverá produzir uma flor nos últimos sub níveis do plexo solar, porque o medo e a violência estão primeiro.

A flor desta purificação emerge nos níveis mais altos do plexo solar e esta flor é colhida tranquilamente, misteriosamente pelo coração, e nesse momento, posso começar a alinhar-me com uma economia de compaixão. Quando o meu coração e o dinheiro se encontram, estou começando a lidar correctamente com a energia monetária.

Existem dois bancos invisíveis. Um é o banco mundial para a degradação da humanidade, o outro, o banco mundial para a iluminação da humanidade e nós somos os investidores.
O poder económico mundial não está integrado à energia do Cosmos, ele ainda é filtrado por chacras abaixo do coração.

Existe uma massa de energia prânica cristalizada chamada tesouro mundial que se encontra repartido em 3 grandes grupos: o banco mundial invisível para a degradação da humanidade; os bancos dos governos e o banco mundial invisível para a iluminação da humanidade e o nosso trabalho é conseguir que o máximo de dinheiro possível passe do banco mundial para a degradação da humanidade para o banco mundial para a iluminação da humanidade, é uma operação económica e temos que tomar consciêmcia de que o dinheiro precipita a luz ou impede-a.

1º Ex.: Em 1976 foi feita uma proposta. Se por cada operação internacional fosse cobrada uma taxa de 0,003%, em três semanas a dívida do terceiro mundo estaria paga caso esse dinheiro fosse para as Nações Unidas. Ao fim de seis meses a África estava crivada de universidades. Esta taxa foi considerada irrealista.

2º Ex.: Há sete anos um economista suíço num forum internacional de economia lançou um alerta: a humanidade tinha 10 anos para lutar contra a economia negra. A linha divisória entre a economia negra e a branca estava a desaparecer. Significa que: pões a tua filha num colégio particular e não sabes se parte daquele dinheiro que foi para a construção daquele edifício vem ou não de um negócio obscuro. Que ao fim de 10 anos a economia negra absorvia a economia branca. Significa que deixa de haver economia às claras. Todo o dinheiro do mundo para existir tem de passar pelo banco mundial da degradação da humanidade. Os supermercados, os hospitais particulares, os hotéis, começam a ser comprados gradualmente por essas fontes negativas.

Então, fica o Estado e quantidades fabulosas de dinheiro que, para serem utilizados pela economia branca têm que passar pela droga, pelo armamento, pelo comércio ilegal.
3º Ex.: Há uns meses atrás um economista suíço afirmou que 70% da banca estava nas mãos da máfia. A humanidade deverá tomar consciência de quem detém o poder económico e perceber que quem tem esse poder precisa de ti para o continuar a deter porque tu geres um cinco biliões de avos do problema económico da Terra, donde que, a tua acção é fatal para o banco mundial para a degradação da humanidade.

Quando eu canalizo dinheiro de uma para outra direcção, estou a transformar força prânica em energia prânica, eu estou a retirar a potência do Logos que se exprimia primitivamente através desses chacras, que têm registos ancestrais para a potência actual do Logos, que já não é mais arcaica mas arquetípica, e que se exprime através dos chacras superiores. Isto transforma o dinheiro de força prânica cristalizada em energia prânica cristalizada.

Um novo conceito que é possível assimilar é que o dinheiro não é igual. Nenhum dinheiro é inocente, todo o dinheiro está dentro de uma rede de causa e efeito.

Então, nós chegámos às cores do dinheiro e as que se conseguiram isolar são seis:

Existe dinheiro negro: riqueza que foi gerada cumprindo cuidadosamente o manual da negação do divino.

(Actualmente há duas formas muito rápidas de fazer muito dinheiro, ou te concentras na degradação da humanidade ou na iluminação da humanidade. Ou seja, o dinheiro está a começar a sair da zona neutra.)

Quando se começa a lidar com a iluminação da Humanidade, começa a aparecer dinheiro misteriosamente.

O dinheiro negro é um dinheiro do sub mundo, está ligado à negação do Divino e ele exprime-se neste planeta ao nível dos assassinos pagos, das fábricas de armamento, do comércio da droga e das tecnologias do medo dentro das quais se inclui alguns dos mass média. Ele concentra o nível mais arcaico da flutuação de vibração desse prana do Logos - chacra da raiz.

A seguir, conseguiu-se isolar o dinheiro vermelho ligado ao desejo intenso - 2º chacra.

Depois o dinheiro verde que é o da vida quotidiana, aquele que gastamos em transportes, no dia a dia da casa, é o mais imediato e prático dinheiro que utilizamos, não é negativo nem positivo é apenas uma correia de transmissão.

A seguir o dinheiro azul ligado à filantropia, aqui é que tu começas a fazer com que o investimento que a humanidade está a fazer no banco mundial para a degradação do homem comece a diminuir e tu comeces a passar dinheiro daí para o banco mundial para a iluminação da humanidade.

Cada vez que eu economizo dinheiro não gastando em dinheiro cinzento, e pensando em transformá-lo em azul, eu estou a ajudar o Logos a exprimir-se em plena actualidade através da Humanidade.

Neste sentido, há um momento em que o dinheiro azul cresce, ele está rapidamente a perder carma, ele representa o momento em que o dinheiro sai da lei do carma e entra na lei do serviço.

- O dinheiro negro está ligado ao 1º chacra, à sobrevivência, ao medo e à paranóia.

- O dinheiro vermelho está ligado ao 2º chacra, às energias do desejo.

- O dinheiro cinzento e o verde estão localizados ao nível do plexo solar e têm a ver com a actividade inteligente do homem contemporâneo correctamente focado na sua plataforma de existência, que não é nem serviço, nem carma, e por vezes transforma-se ligeiramente em vermelho no momento em que gastas dinheiro apenas por questões de posição social, e fica ligeiramente azul quando tu te lembras de organizar melhor o teu dinheiro em função de uma necessidade de outro ser.

Este dinheiro azul está ligado ao 4º e 5º chacra, ao coração, ao idealismo em movimento.

Finalmente, chegamos ao dinheiro branco que é quando o ser humano aprende que cada unidade destas que vá na direcção de ambientes de aprofundamento espiritual a sério produz quantidades indefinidas de dinheiro azul, porque se eu invisto num ambiente de aprofundamento espiritual, este ambiente pode mudar a atitude de 400 empresários.

Então, em vez de investires 20 contos em filantropia, investistes em dinheiro branco e os seres que fazem a coordenação do dinheiro branco, estão contribuindo para alterar o comportamento de 400 empresários que vão gerar ondas de dinheiro azul, isto é, massa filantrópica.

Um dos paradigmas da economia clássica é o lucro, tu compras um livro de economia clássica e o autor diz: “vou desenvolver a minha tese tendo como princípio que o objectivo de um sistema económico correcto é gerar o lucro” Quem disse? Este é só um dos paradigmas da economia, e contudo é o único que está suficientemente desenvolvido pelas sociedades contemporâneas, mas existe outro pensamento económico, existe um ambiente que se está a formar à escala mundial e que se chama economia da compaixão, em que o paradigma não é o lucro, mas simplesmente, civilização. Significa que uma empresa nunca actuará de forma a destruir os valores da civilização nos quais está inserida, ela nunca crescerá sem ao mesmo tempo produzir crescimento nas famílias em torno.

Já existem na Internet centenas de empresas ligadas à economia da compaixão.

Ex.: Assim que a Body Shop - dirigida por uma mulher extraórdinária - se começou a coligar à economia da compaixão, transferiu todas as suas fábricas para África e para o Brasil, mas os ordenados continuaram iguais aos americanos. Significa que ao fim de 2 anos as aldeias em volta começam a gerir riqueza que de outra forma não tinham. Esta descentralização possibilitou que o dinheiro que estava gangrenado nos Estados Unidos fluísse para outras zonas planetárias.

Uma conta enorme que não está a ser aplicada em nada de criativo é uma gangrena do ponto de vista espiritual. Este prana precisa fluir e irrigar todos os pontos da Terra. E é que não só a maior parte do dinheiro está distribuído ao norte do planeta, como principalmente está gangrenado por 8 ou 9 países, e dentro desses países o dinheiro mundial pertence a 20 ou 30 contas! O dinheiro não está a chegar aos povos do 3º mundo.

Existem vários tipos de economia e a única que estamos a utilizar é a do lucro.

No momento em que um ser consciente desperta para a energia monetária, começa a lidar directamente com o 3º e o 1º Raio - é a sua inteligência e a sua vontade que poderão começar a transformar dinheiro cinzento em dinheiro verde, verde em azul e se possível, dinheiro verde directamente em dinheiro branco.

Esses ambientes de aprofundamento espiritual que existem no planeta, ao poderem gerir mais dinheiro (branco) vão gerar a inversão do circuito. Isto cria um poço de força luminoso que começa a retirar o dinheiro das depressões comportamentais em que ele tem estado enclausurado.

Cada pequeno acto económico tem consequências cósmicas.

Estas três programações ancestrais que mantêm o homem prisioneiro têm chaves de desactivação. Se o mantra “eu sou a vida” for repetido continuamente dentro de nós, começa a chegar às células, ao chacra de base e aqui, o diamante que está retido pelo medo, começa a acender-se.

A capacidade de a nossa mente começar a funcionar menos em níveis polares e mais em níveis de união pura, depende da nossa aspiração.

Não é intenção do Divino privar-te de nenhum tipo de gozo, de prazer, nem limitar nenhum aspecto do homem. Ele pergunta: Se tu percebes o que significa a expressão sexual, imagina o que é que eu tenho guardado para ti, para além do gozo! Isso é um pequeno detalhe, isso é um chacra! O Divino tem algo mais que não só plenifica essa zona como a expande para áreas de consciência cada vez mais abrangentes e de experiência emocional inclusive, e um dos nomes possíveis é Ananda, beatitude, bem aventurança. A alegria que emerge do centro do ser e impacta directamente no corpo emocional e portanto, no corpo de desejos.

A chave relacionada com a superação do bloqueio, não estamos a falar da expressão sexual mas do bloqueio, quando um indivíduo não consegue superar essa expressão e ir para outros níveis, a chave daí é a aspiração. Tu tens que começar a desejar tipos de alegria, gozo, consciência, muito mais abrangentes e potentes. A saída da paixão faz-se com uma paixão muito mais intensa que á a paixão pela consciência cósmica. A sexualidade humana é uma pequena escola para a verdadeira experiência de união.

A consciência pode expandir-se até abarcar correntes magnéticas, correntes de coração ouro que se desprendem do Universo Central. Essas correntes têm como uma das suas mais vastas e de voltagem mais suave de expressão a sexualidade. Porquê ficar no nível da consequência se tu podes ir à causa?

Precisamos trazer à consciência que o êxtase existe para dentro do chacra sexual assim como precisamos trazer a consciência da mortalidade para dentro do chacra da raiz, senão continua a terra na terra e o céu no céu e a obra não acontece.

No plexo solar está o registo de dinheiro igual a segurança, isto depende dos outros dois, se eles não estão lá, este começa a desfazer-se e a forma mais rápida para contribuir para a dissolução deste registo é eu deixar de pensar em família e começar a pensar em humanidade. A próxima família é o Homem. A família está-se a tornar difícil de praticar porque a energia que mantém a família coesa, em termos profundos, é outra!

Enquanto eu estou “eu e o ser que está comigo e os meus filhos, está tudo muito bem, mas se o meu coração não expande as energias cósmicas que estão actuando sobre todos os seres humanos, vão desfazer aquela família.

Não são as forças involutivas, não é a violência na televisão, nem a droga à saída da escola, isto é só uma parte do processo, porque se tu vibras energia cósmica para dentro e para cima do teu filho, com amor, onde é que as outras coisas vão entrar? Está saturado de energia! Os nossos filhos não nos estão a pedir para fazermos de pais como antigamente, eles estão-nos a pedir compromisso planetário e desse compromisso emerge uma onda de força, um impacto que preenche e extravasa a função de pai e filho.

Aquilo que mantém a família coesa é muito mais profundo e muito mais alto, neste momento, do que garantir a família coesa, e, neste contexto, a droga, a violência, a degradação social, a falência do sistema de ensino, não são só consequências, estão-nos a fazer um enorme favor que é obrigar-nos a assumir um novo papel na família, porque se eu não assumo esse papel espiritual, libertador, cósmico, na família, há uma diferença de potência e o teu filho vai olhar para ti e olha para a rua e diz: “Não, ali tem muito mais potência”, e vai! Ele é emantado por voltagem! A voltagem do pai e da mãe tem de ser muito mais intensa do que a voltagem dos factores dissolutivos sociais. É uma questão de paixão!

Estas três chaves: Eu sou a vida, portanto, eu não morro; depois, eu sou um ser em formação para o êxtase, nós somos seres que estão sendo preparados para o êxtase, no qual a sexualidade é uma pequenina amostra, digamos, a sexualidade tem coisas, mas não é a proposta cósmica final para o ser humano em termos de luz, amor, prazer… e ao nível do plexo solar, onde a família mantém o seu território, e onde o dinheiro e a segurança se mantêm, eu preciso começar a pensar em termos de humanidade e não em termos de EU e a FAMÍLIA, isto, neste momento, é arcaico.

A chave é a seguinte: quase todas as pessoas que se preocupam neuróticamente com dinheiro estão a ficar rapidamente pobres, quase todas as pessoas para quem o dinheiro não tem qualquer significado, estão a ficar rapidamente ricas! Este é o momento a partir do qual se dá o tal impulso de reversão a nível egóico.

(obs: na economia sueca e norueguesa, intuitivamente, percebe-se que há seres, grandes financeiros, muito avançados. São seres em que o dinheiro que chega até eles é simplesmente o dinheiro necessário para que a tarefa deles se cumpra, pura e simplesmente.)

Leis ocultas da circulação da energia monetária:

Quando a personalidade prepondera, e quando o ego dita o que deve acontecer à energia monetária, eu estou dentro da lei do carma, e o dinheiro chega até mim através do esforço, através do trabalho intenso e através da oferta e da procura. A lei oculta dentro do carma, quando a personalidade prepondera no ser, é lei a da oferta e da procura, que é a lei do trabalho.

Isto permite-te teres acesso a uma quantidade de energia monetária e poderes fazer a maior estupidez com isso que o próprio universo não tem nada a dizer, excepto, ao nível dos “Senhores do Carma”!

A partir do momento em que o ser começa a abrir-se à energia da sua alma, a tomar consciência de que ele é a projecção tridimensional de uma unidade divina em aprendizagem na matéria, é-lhe revelado um dom, uma capacidade específica, isto é, ele sai da lei do carma, no seu sentido puro, e entra na lei do darma. No darma ele já não tem apenas trocas de quantidade com o mundo, mas ele entrou no reino da qualidade.

Digamos, a vida da Margot Fontaine foi uma vida dármica. A vida de Picassoi é uma vida dármica, aquele dom faz com que o dinheiro chegue até ele, não se trata neste caso de um esforço, nem de uma luta pela sobrevivência, mas de dar à civilização uma qualidade e a civilização paga para que aquela qualidade não termine. Isto é uma lei oculta. Isto é, o ser em que a personalidade prepondera, está apenas ligado à lei do carma e é todo um processo de esforço e de luta para o dinheiro chegar até ele. Um ser que começou a abrir-se ao influxo da alma começa a ter dons revelados. Primeiro, dons materiais, depois, dons organizativos, intelectuais, depois, dons artísticos e finalmente, dons espirituais e de cura.

Estes primeiros dons colocam-no na lei do darma e simplesmente a civilização não pode deixar de pagar, porque ele tornou-se essencial, seja um cientista, um cirurgião, um cantor, um pintor.
Na terceira etapa, o que acontece é que o ser simplesmente não busca nada. Ele desactivou os dois registos inferiores, o material ligado à obsessão económica e dos bens materiais que está retido no plexo solar foi expulso e agora a preocupação dele é servir a humanidade. Neste terceiro nível, ele sai da lei do darma e chega à lei do serviço e a forma oculta como o dinheiro chega a um ser em serviço chama-se - donativo.

A humanidade está montada de forma a que certos indivíduos que detêm certas quantidades de energia monetária, sejam, ao nível da própria consciência deles, incapazes de não passar esse dinheiro quando entram em contacto com um ambiente de serviço - é uma lei.

E agora as pessoas perguntam: “mas os donativos funcionam?”

Nós podemos fazer uma lista de 300 entidades desde a Madre Teresa à Cruz Vermelha Internacional, passando pelos Franciscanos, etc, que estão ligadas claramente à lei do serviço.

Um ser em serviço não metaboliza mais preocupação económica nenhuma! Porque não há mais dinheiro desviado nem para os níveis negro, vermelho, cinzento, nem verde e há um amplo caudal financeiro que é azul. Este ser entrou no paradigma mariano do “seja feita a vossa vontade”.

Nós sabemos que entrámos na lei do serviço porque a última preocupação que nos passa pela cabeça é: como é que vamos sobreviver amanhã? Passa a ser um problema do Divino. Tu estares vivo passa a ser um problema de Deus, Ele não se vai poder dar ao luxo que tu desencarnes. Antes, com o Picasso e com a Margot Fontaine a civilização não se podia dar ao luxo de que aquele dom desaparecesse, então a civilização paga o necessário para que o dom continue a fluir...
A partir da lei do serviço, Deus subsidia, por assim dizer, o nosso processo.
Adquirimos uma Bolsa para a Ascensão.

Como é que saímos da lei do serviço (que é uma lei que daqui a uns séculos estará superada) e entramos na lei da transcendência?

Esta ultima lei tem a ver com a lei da abundância divina.
Jesus diría: ”Quantos pães são necessários hoje? 10.000?"
E eles aparecem out of the blue...

Ou seja, na transcendência a alma e o ego desapareceram, ficou uma mónada e um cérebro físico, e por detrás da mónada já está um Avatar.

Isto parece-nos longínquo, mas a Terra neste momento tem vários avatares menores encarnados que trabalham dentro da lei da transcendência.

Lei do carma, lei do darma, lei do serviço, lei da transcendência.

Lei do carma - oferta/procura; esforço/sacrifício; luta pela sobrevivência.


Lei do darma - revela-se uma qualidade em ti, tu já não lutas, a humanidade reconhece aquela qualidade e a civilização paga para que tu não desapareças.


Lei do serviço - tu esqueces-te sequer que existes, simplesmente, serves a humanidade, e Deus não se pode dar ao luxo que tu desapareças, excepto se for muito importante que tu vás para uma outra dimensão fazer o serviço, e aí, é por donativos. Todos os Ashrams da Índia funcionam dentro da lei do serviço.


Lei da transcendência - põe-se em movimento a hiper abundância e aí tu entras em mecanismos sobrenaturais de sustentação da vida.

E assim, creio, chegámos ao ponto de partida.


Começámos por dizer que o dinheiro, ou a propriedade privada, ou a posse, ou o medo pela sobrevivência tinham todos raiz na violência, na lei do mais forte, que é uma lei natural que é a lei da selva, e dissemos que íamos tentar perceber como é que chegámos ao momento em que este atavismo de: “como é que eu existo e sobrevivo” desaparecia, e passava a ser completamente integrado a uma lei sobrenatural e não natural e isso é feito através da lei da transcendência do eu.

A transcendência do ego é até à terceira iniciação. A transcendência do eu é 6ª iniciação. Aqui está o fim do processo.


Na lei da transcendência um ser simplesmente está ligado aos mecanismos de sustentação do Universo, não há mais, sequer, serviço. O Universo chegou a um grau de expansão e um Logos precisa de o levar mais longe para dentro de categorias desconhecidas. Um Mestre está ligado a estes mecanismos sobrenaturais de sustentação do Universo, que são uma forma superior da própria natureza.


Neste momento no na Nova Zelandia já existem grupos espirituais dentro dos quais, algumas pessoas (4 ou 5) não comem há 5 ou 6 anos, nem alimentos sólidos nem líquidos. Eles treinaram o seu aparelho energético para assimilar a energia directamente do Sol e do prana, portanto, onde é que começa e acaba a energia monetária?

Já existem pessoas que não necessitam sequer de comer. Vêem como nós podemos caminhar para muito longe do chacra da raiz? O nosso sistema etérico está montado para poder retirar energia, alimento e sustentação de vida directamente da estrela local.
___________________________________________________________________

Transcrito de uma conferência no Kíron, proferida por convite de Maria de Flávia de Monsaraz. O Texto foi transcrito da linguagem oral e não foi revisto pelo autor.

ANDRE LOURO DE ALMEIDA

Página de Origem da Imagem: http://ultradownloads.com.br/papel-de-parede/Arco-iris-no-espaco/

sexta-feira, 23 de março de 2012

Chuva de Ouro das pérolas de Kuan-Yin - Mensagem de Mestre Sananda e Mestre Melquisedeque, Canalizada por Elsa Farrus, em 21 de março de 2012



Nestes dias milhares de pérolas douradas de luz se projetam sobre vocês, nas próximas horas entra uma grande quantidade de energia solar que lhes permitirá fluir melhor nas mudanças; cada uma destas esferas é nano segundos em que vocês poderão decidir de novo.

Vamos lhes explicar com maior clareza: vocês são seres que vão se acostumar às novas energias, aos novos parâmetros de espaço/tempo, ou ao não tempo; pois bem, a aceleração que vocês creem experimentar nestes dias ainda irá aumentar, até que compreendam a grande quantidade de coisas e decisões que os fizeram pensar que ficaram para trás em poucos meses.

Somente é exaustivo para sua mente, porque se estiverem fluindo com as mudanças, seu coração se sentirá mais jovial e mais dinâmico e cada vez mais terão tempo para fazer mais coisas.

Quando falamos de chuva de pérolas de ouro de Kuan Yin, referimo-nos a uma grande radiação solar que vem para vocês e desperta o pólen de Maya Gaia, como a primavera desperta o pólen na natureza.



Todo o conjunto de Flores de maya está abrindo sua energia para carregar de essência esta radiação. Por isso é muito importante que não se esqueçam de se alinhar nestes dias, que compreendam que quando vocês estão em seu eixo, em seu prana, as coisas acontecem de maneira sincrônica; do contrário, vocês permanecem na espera até que sua vibração lhes permita alcançá-lo.

Recordem a frase: "tudo lhes será revelado", pois se trata disso, tudo permanece no espaço/tempo, flutua e se cria ao mesmo tempo, mas somente é descoberto ou visto se se olhar na direção correta, senão é como permanecer ao seu lado esperando que dê a volta...

Não precisam de grandes aparatos, não precisam de grandes iluminações, só precisam estar despertos e cuidar de si mesmos, em equilíbrio, somente isto abre o livro da vida; somente isto lhes ajudará a ver de novo, porque estarão na posição correta. De agora até o alinhamento de maio é muito importante que assumam a responsabilidade de seu corpo físico e de seu dia a dia; se cada ser ocupar seu lugar, todos estarão em sua vida, em cada instante e todos encontrarão o necessário a cada nano segundo.

Por isso os convidamos a realizar este belo exercício que nos propõe a Amada Kuan Yin, para ir integrando esta chuva de estrelas ou de bolas de ouro em seu interior...



Respirem fundo três ou quatro vezes e sintam como um lindo raio esmeralda sobe do núcleo da Terra, como se pudessem ver o interior de Gaia. Respirem e imaginem um grande cristal de luz, que desde o núcleo de Gaia lhes envia um lindo raio de luz verde que sobe em vertical até vocês, pouco a pouco, e que chega à sola de seus pés, um pouquinho antes, entrando em contato com seu chakra estrela de Gaia.

Uma vez aí respirem três vezes e verão como a luz verde começa a girar sobre si mesma, formando um belo triângulo plano, sobre o que vocês estão sentados, de um tom verde.

Respirem de novo três vezes e sintam como no meio de suas pernas, desde o chakra base, um tubo de luz branca nasce a partir de vocês e passa pelo meio desse triângulo até se conectar com o cristal esmeralda do núcleo da Terra.

Enquanto respiram, vejam como este cristal envia um grande clarão de luz branca que sobe pelo interior da luz verde, e, em torno de vocês, de suas pernas e seu corpo, vai se abrindo uma flor imensa que, aos poucos, os vai deixando dentro de seu centro e os envolve aberta, como se os acolhessem, é uma das rosas de maya: pode tomar quase a forma de uma flor de lótus, e milhares de tons a nutrem, cada uma das bordas de suas pétalas alcançará uma tonalidade.

Respirem entre nove e as vezes que sentirem necessário, e quando a flor tiver se expandido, sentirão como seu centro começa a brilhar com luz dourada; essa energia começará a se elevar e os acompanhará na vertical, deixando-os dentro de um cilindro de luz dourada, como se todos vocês fossem uma grande coluna de luz, de milhares de pontinhos de luz dourada que os cercam e os invadem por dentro.

Respirem de novo nove vezes...



E quando sentirem isto, olhem para cima, como se elevassem um pouco seu olhar, mesmo que estejam de olhos fechados, e visualizem um grande sol em cima de sua cabeça.

Ele pode estar longe, inclusive no cosmos, mas está em linha reta com seus chakras; e vocês sentem como se desse Sol descesse um sem-fim de bolinhas ou esferas de luz, em vertical, que permite, ao entrar em contato com vocês, que as bolinhas de luz dourada que os rodeavam ou estavam em seu interior despertem brilhando ainda mais, como se fossem iridescentes...



À medida que entram mais esferas de luz em seu prana e passam pelos seus chakras, elas se enchem de mais e mais de energia, e as que os rodeiam se ativam iluminando sua cor para um ouro imensamente brilhante. Pode ser que em um dado momento até se vejam como uma figura dourada, e sintam como essa luz se expande, através de seu corpo, por todo o planeta, como se vocês estivessem sentados em cima de uma flor, na crosta de Gaia, e um halo de luz dourada os unisse, com milhares de pontos brilhantes...



Permaneçam aí respirando o tempo que desejarem, não tenham medo se sentirem-se flutuar, e quando decidirem, respirem fundo três vezes. E sintam como de suas pernas saem umas lindas raízes douradas que se fixam no núcleo de Gaia.

Respirem de novo várias vezes e deem graças por este alinhamento de consciência que lhes permitirá serem mais vocês mesmos...

Podem realizar este exercício mais de uma vez se desejarem, mas uma vez por dia no máximo, para deixar que se plasmem os resultados de maneira automática, que a nova realidade se configure.



Deixem-se se surpreender por este belo presente.
Mandamos um abraço desde o sol de Alcione,
Sananda e Melquisedeque.



Obrigada a todos por difundir gratuitamente esta mensagem e por tudo de bom deste tempo que vivemos, que tenham um dia feliz... Elsa
Fonte: http://escritores-canalizadores.blogspot.com.br/
Tradução: SINTESE
http://blogsintese.blogspot.com/
Respeite os créditos

Site da 1ª imagem

crystalmoons.wordpress.com

Site da 2ª imagem

discipulado.catolico.ws



quinta-feira, 15 de março de 2012

Som da Chuva - Para Dormir e Relaxar (2 horas)

meditacion - musica para dormir (excelente)

Sounds of Winter

Relaxing sounds of nature:Cave Echo

Sounds of Rainforest (Cricket and Owl)

Som da Chuva e trovões - Ideal para os momentos de meditação

quarta-feira, 14 de março de 2012

TUDO O QUE ESTÁ OCULTO DEVE SER AGORA REVELADO - Mensagem de Patrícia Diane Cota-Robles - 8 de Março de 2012



“Tudo o que está oculto deve agora ser revelado”. Esta declaração reflete uma profunda Verdade que é afirmada por todas as religiões do mundo e pelos aspirantes espirituais sempre que o fim dos tempos em que estamos agora no meio, é discutido. Durante várias décadas, pessoas sinceras e dedicadas estiveram se concentrando em tudo o que está errado com a Humanidade e com as nossas instituições, e elas usaram todas as oportunidades possíveis, para contar às massas sobre todas as coisas negativas que ocorrem no planeta. Sua intenção era despertar as pessoas da letargia hipnotizada, em que tantos de nós estamos. O problema é que os nossos pensamentos e sentimentos são criativos, assim quando encorajamos as pessoas a focarem a sua atenção em todas as enfermidades que causam dor e sofrimento à Humanidade, sem lhes dar soluções viáveis para resolverem os problemas, nós apenas incitamos o medo e a raiva. Isto realmente estimula e fortalece as próprias enfermidades que estamos tentando expor, e torna tudo isto muito pior.


Agora, durante este extraordinário ano de 2012, a Companhia do Céu quer que compreendamos claramente que, de fato, “Tudo que está oculto deve AGORA ser revelado.” Mas, é imperativo que as soluções viáveis para as coisas terríveis e chocantes que estão sendo expostas, sejam também reveladas. Neste exato momento, quando estamos sendo bombardeados por informações falsas sobre a política global e aterrorizados pelas ameaças de novas guerras potenciais, é vital que recuemos, tomemos uma respiração profunda e invoquemos a Luz de Deus para nos ajudar a ver a grande cena.



A necessidade da hora é que tenhamos conhecimento de pessoas, locais, condições e coisas clandestinas que nos manipularam e nos controlaram, sem sermos atraídos para a desordem ou oprimidos por emoções negativas. Isto é mais fácil de dizer do que fazer, quando nos tornamos conscientes de que estas coisas e as pessoas por trás delas são responsáveis por um grande número de desafios que estamos todos enfrentando e a dor e o sofrimento vivenciados pela maior parte da Humanidade. Entretanto, se quisermos nos libertar desta situação opressora, para que possamos co-criar os padrões de perfeição para a Nova Terra e a nossa Nova CAUSA Planetária do Amor Divino, não temos outra opção.


Nós somos Um com TODA a Vida: não há separação. Isto significa que não há ta coisa como “nós contra eles”. Se iremos ascender Divina e Vitoriosamente a Espiral da Evolução para os Reinos da Luz Infinita de Deus na Quinta Dimensão, devemos nos conscientizar de tudo o que está oculto, de modo que possamos transmutar tudo isto de volta para a Luz. Então seremos capazes de tomarmos medidas positivas e pacíficas. Juntos, iremos abrir o caminho e co-criarmos um novo paradigma que reflita a nossa Unidade e Reverência por TODA a Vida. Mas, em primeiro lugar, a fim de chegarmos a este espaço, devemos nos desligar da negatividade da qual estamos tomando conhecimento e observarmos o que nos está sendo revelado como um observador objetivo. Nunca houve um momento mais ideal para realizarmos esta poderosa façanha.


Tudo está em prontidão. Neste exato momento, há padrões de perfeição do Corpo Causal de Deus que contêm soluções práticas e viáveis para a nossa crise de energia, aquecimento global, doenças, pobreza, envelhecimento, fome, falta de moradia, guerras e outras criações errôneas humanas. Estas soluções estão fluindo nos estratos mentais e emocionais da Terra e estão se registrando nos corações e mentes da Humanidade Desperta. Infelizmente, há almas encarnadas que, através da ganância e da distribuição desigual do dinheiro, foram capazes de suprimir o conhecimento destas soluções e as tecnologias correspondentes que nos estão disponíveis AGORA. A boa notícia é que este abuso desenfreado do poder está chegando ao fim. Isto não está ocorrendo por acaso. Está acontecendo por causa do trabalho tenaz e dedicado dos Trabalhadores da Luz em todo o mundo.


Finalmente, através dos esforços unificados do Céu e da Terra, uma ferramenta muito positiva foi criada que está revelando as coisas ocultas que devem ser expostas de forma mais positiva e ao mesmo tempo, dando soluções viáveis em que vocês e eu podemos participar, que mudarão o curso da história. O tempo é tudo. Não é por acaso que durante o monumental ano de 2012, esta ferramenta poderosa e informativa está varrendo a Internet, revelando coisas chocantes que estiveram ocultas por séculos, e soluções viáveis que irão transformar as nossas vidas e as de todas as facetas de Vida na Terra.



Estou me referindo ao filme “Thrive”. Não estou associada a este vídeo de qualquer maneira, mas o recomendo a todos. Eu incluí o link para o site abaixo. Por favor, ouçam o pequeno vídeo de introdução de Foster Gamble e então se concedam o presente deste filme de duas horas.Enquanto assistem a este filme informativo, lembrem-se de permanecerem centrados em seu coração. Observem as coisas ocultas que estão sendo reveladas como um observador objetivo e imparcial, e utilizem o maior foco de sua atenção às soluções recomendadas.


Após assistirem ao filme, perguntem a sua Presença EU SOU, como vocês podem ser a maior força de mudança positiva em sua própria vida e no planeta. Como eu lhes expressei muitas vezes, EU ESTOU profundamente grata a vocês por sua disposição em contribuir com a Luz do Mundo. Deus os Abençoe!



Este é o nosso momento, e através dos nossos esforços unificados, a Vitória é Nossa!Assistam agora ao Vídeo Thrive - http://www.youtube.com/watch?v=9AeC70R5Bps



Thrive (O Sistema Bancário) - http://www.youtube.com/watch?v=NoGARtV6EDU&feature=related



Link para o filme Thrive - www.thrivemovement.com/home.....---ooo000ooo--......



www.eraofpeace.org

Autoria da Imagem: Josephine Wall


Traduzido por: Regina Drumond Chichorro – reginamadrumond@yahoo.com.br

Mensagem do Arcanjo Miguel - 18-02-2009 - Autres Dimensions



Eu sou Miguel, Príncipe e Regente das Milícias Celestes.



Recebam paz, amor, bênçãos e saudações.



Como vocês já sabem, este ano é o ano da minha presença, é o ano da grande purificação.



Vocês vão entrar, dentro de muito pouco tempo, não mais nas premissas de minha manifestação, mas na realidade de minha manifestação.



Eu venho purificar o que deve sê-lo.





O ser humano deve passar da competição à cooperação.



A dualidade nem sempre foi sinônimo, nesta dimensão, de competição.



A vida, na sua dimensão a mais física e, entretanto, mais espiritual, não poderia existir sem a cooperação.



No entanto, as forças que os governam, às quais vocês estão sujeitos de livre e espontânea vontade ou contra sua vontade (e que não cessaram de querer dominá-los, de querer persegui-los, de querer privá-los de sua liberdade), vão hoje descobrir que, após 6.000 anos de governo do homem vocês vão passar ao governo do Pai.



Os acontecimentos inegáveis e inexoráveis que vocês são chamados a viver, de maneira individual e de maneira coletiva, são, eu repito, inexoráveis.



Eles traduzem a passagem da dualidade à Unidade, a passagem da competição à cooperação.



Creiam, efetivamente, que, para além das aparências do que vocês verão, do que provarão, essa não é a realidade, essa não é a Verdade quanto ao sentido do que vocês veem, quanto ao sentido que vocês provarão.



A Verdade está além.



Vou tentar, no entanto, transcrever-lhes novamente o sentido.



A Verdade é Unidade.



A Verdade é Luz.



Entretanto, permitir a eclosão e a revelação da Luz (que assinalará seu despertar absoluto à realidade e à Verdade do que vocês são) pode manifestar-se apenas através do que chamam, enquanto ser humano encarnado, a destruição.



Mas a destruição não é um fim em si.

A destruição permite encontrar os valores os mais escondidos do ser humano, os mais nobres, para que estes possam, aos níveis individual e coletivo, emergirem, serem compreendidos e serem vividos.



O espírito de pertencimento a um grupo, a uma família, a um país, a um homem ou a uma mulher, deve deixar o lugar para a cooperação.



A cooperação não conhece a noção de raça, a noção de família, a noção de dualidade.



A cooperação é a Verdade.



O que é a cooperação?



A cooperação é a doação e o ser humano encontra esta dimensão quando o espírito de competição é aniquilado pela destruição.



Mas esta destruição não é uma destruição, é uma desconstrução, o que não é de modo algum a mesma coisa.



Construir sua eternidade necessita destruir seu lado efêmero, as lutas de poder, as lutas ligadas à economia, as lutas ligadas ao dinheiro, as lutas ligadas à família que impedem, por definição, o princípio de cooperação.



Eu disse, e repito, porque é importante: aqueles de vocês, entre vocês sobre esta Terra, que conhecem o movimento dos planetas, eu os convido a olharem a configuração astrológica extremamente precisa de 25 de março de seu ano.



Esse dia será marcado de uma pedra branca na história de sua alma e na história de sua humanidade.



Esse dia é ligado à irrupção da Luz em sua densidade.



Obviamente, as densidades que não estão prontas para receber esta Luz serão conduzidas a uma desconstrução.



Isso é válido para os indivíduos, isso é válido para a escala das famílias, isso é válido para a escala dos países e é válido para a escala de sua humanidade.



Minha presença revela-se, e revelar-se-á cada vez mais, através de minha manifestação violenta e particularmente forte dos elementos sobre seu planeta.



A entrada real da totalidade de minha vibração em seu universo e em seu sistema solar começa muito precisamente em 25 de março.



Eu venho anunciar a notícia do regresso da Luz e da reversão ligada ao governo do Pai.



Como sabem, inúmeros complôs, inúmeras conspirações existem na superfície de seu mundo para impedir isso e dominar ainda mais o ser humano.



Isso, o Pai não pode mais tolerar.



A hora chegou de quebrar suas correntes da escravidão nesta dimensão, para o que vocês consideram como superior a vocês e que, no entanto, é de longe inferior à realidade que vocês são.



Isso chega a grandes passos.



Para nada serve transtornarem-se.



Para nada serve prepararem-se exteriormente.



A Luz e a Divina Providência (emprego esta palavra intencionalmente) que a segue proporá às suas vidas, proporá às suas estruturas (físicas e sutis) um estado de graça como jamais vocês experimentaram.



A preparação foi longa.



Quando de minha primeira vinda manifestada como elemento, manifestei-me através da presença de elementos cometários em seu céu.



Doze anos após eu volto para realizar, pelo princípio do número 12, uma revolução.



Esta revolução é a que lhes permitirá descobrir quem vocês são realmente.



O Arcanjo Jofiel os preparou, durante o ano precedente, para o reencontro com seu Anjo, para o reencontro com sua interioridade a mais nobre.



A única preparação que vocês têm necessidade de efetuar necessita duas virtudes.



A primeira dessas virtudes tem por nome: confiança.



A segunda dessas virtudes tem por nome: abandono à Divina Providência.



Vocês não devem se incomodar com nada além do que vocês são, de quem vocês são.



Mas, para além desta atenção específica, a cooperação será conduzida a se desenvolver numa escala dificilmente vislumbrada hoje e imaginável para o ser humano.



Inúmeros seres humanos serão desconstruídos e, isso, a partir do solstício de seu verão.



Vocês não devem nem alarmar-se, nem sofrer por aquilo, porque esse é o caminho desejado por essas almas a fim de acederem, pela desconstrução, à Luz.



A experiência da Luz, nesse momento, que as almas tenham escolhido recomeçar o caminho da dualidade ou que as almas tenham escolhido aceder a esta Luz, pouco importa, porque o tempo, para a alma, não existe.



Mas seu tempo terrestre é, ele, bem real.



Ele corresponde a constrangimentos de sua realidade: o tempo se distende, o tempo se contrai, vocês já sabem, isso também.



Vocês serão conduzidos a soltarem totalmente o que não é a Luz.



A única causa de sofrimento é a resistência.



Se não há resistência, não haverá sofrimento.



Haverá Luz, haverá (como eu já disse) despertar e haverá, sobretudo, reconexão à sua Fonte, à sua identidade verdadeira que é amplamente diferente que aquela que vocês vivem hoje.



Vocês são já, e de toda eternidade, seres multidimensionais que experimentaram, a título individual, múltiplos planos, múltiplas dimensões, múltiplas experiências.



Somente as construções, desejadas por alguns partidários desta dualidade, forçaram-nos, por meio das experiências das encarnações, a se fixarem cada vez mais nesta dualidade e na encarnação.



A encarnação não é nem um objetivo nem um fim em si.



A encarnação é uma passagem, mas essa passagem não é absolutamente obrigatória e, no entanto, vocês escolheram vivê-la.



A evolução se faz de maneira cíclica, a evolução não é jamais linear.



Quem diz ciclo, diz passar pelo mesmo ponto, mas com outra abertura da visão, outra abertura da consciência, mas, sobretudo outra compreensão.



Não julguem o que vai acontecer.



Não julguem os seres humanos, quaisquer que sejam os comportamentos, porque mais o abjeto dos comportamentos reflete apenas um defeito de conhecimento, um defeito de Luz, mas, entretanto, a Luz está presente, mesmo naqueles seres, ela simplesmente não é revelada nesta dimensão, o que não é de modo algum a mesma coisa.



Ninguém é condenável, quaisquer que sejam os atos que ele produzirá no momento de minha manifestação.



O temor, o medo, a não confiança e as resistências são causas de sofrimentos e os sofrimentos devem encontrar derivativo, uma porta de saída para essas almas atormentadas em sua desconstrução.



Quem diz desconstrução diz construção nova, diz novos mundos, novas vidas, novas vibrações.



Infelizmente, a simultaneidade de diferentes dimensões entre seu solstício e o fim deste ciclo de transformação vai confrontá-los necessariamente com duas visões profundamente opostas entre os seres que terão encontrado a Luz e aqueles que não a terão encontrado.



Entretanto, estejam seguros e certos de que a Divina Providência e de que seus Anjos guardiões velam junto a vocês, e em vocês, para que nem um único cabelo de sua cabeça desapareça, para que nenhum sofrimento insuportável se manifeste junto àqueles que escolheram juntar-se à Divina Providência.



Não se fixem na desconstrução.



Eu lhes disse, e repito, observem o céu, observem a Luz.



Não creiam em nenhum ser humano que viria se pretendendo da Luz.



Esse não saberia ser verdadeiro.



O espírito de Verdade, o espírito Cristo, poderá intervir apenas quando a destruição terminar e unicamente naquele momento e quando vocês mesmos estiverem prontos para reencontrá-lo em sua intimidade, uma vez que a destruição tiver terminado totalmente.



Não se preocupem, e cada dia que passar deverá fazê-los recordar desta frase: não se preocupem com seus medos, com a necessidade de prevenir, com a necessidade de limitar o que vem.



A Divina Providência, a Luz, ocupam-se disso para vocês.



A única tarefa que vocês têm a realizar, a única tarefa que vocês têm a fazer nascer e a fazer crescer, é a Luz em vocês, é a Luz que vocês são.



Absolutamente nada mais.



Vocês observarão, no período de cinco semanas de seu tempo terrestre (até esta data importante de 25 de março), vocês se aperceberão que inúmeras manifestações energéticas novas invadi-los-ão, que sua consciência parecer-lhes-á cada vez mais destacada da noção temporal.



Seu emprego do tempo mostrará distorções do tempo evidentes.



Isso corresponde ao entrelaçamento e à interpenetração da Luz em sua dualidade.



Os resultados, ao nível da humanidade, das forças de dependência, de forças de escravidão que vocês experimentaram, será tentar arrastar o ser humano nesta dualidade, nesse conflito.



Não participem de nenhum conflito.



Vocês não terão outro interesse a defender além daquele da Luz.



Vocês não têm outra certeza a manter além daquela do amor do Pai para vocês.



Não pode ser diferentemente.



Progressivamente e à medida que vocês ganharem em intensidade de Luz, progressivamente e à medida que ganharem em intensidade de consciência, essas palavras que, hoje, lhes parecem talvez distante da realidade que vocês vivem, tornar-se-ão a única realidade possível.



Não haverá outra alternativa além dessa.



Não haverá mesmo dúvida em relação a ela e isso está muito próximo.



Agora, vocês devem trabalhar para sua Luz interior.



Não hesitem em extrair-se deste mundo.



Não hesitem em extrair-se dos conflitos existentes.



Não hesitem em extrair-se das tarefas desejadas por sua sociedade a fim de fazê-los entrar ainda mais na escravidão, porque os valores aos quais vocês foram obrigados a aderir não existirão mais, simplesmente, dentro de algum tempo.



O algum tempo deve ser tomado no sentido terrestre e não espiritual.



Inúmeras coisas que eu chamaria de acontecimentos essenciais devem ocorrer na superfície deste planeta.



Estes estão em curso.



Eles já começaram, mas são apenas as premissas.



A água, o fogo, a terra e o ar entrarão em ebulição, no sentido próprio como no figurado, através da revelação da Luz do que vem.



A preparação de seu estado interior durará muito precisamente um mês.



No momento em que eu me tornar visível no céu, entre 25 de fevereiro e 25 de março de seu ano, vocês têm exatamente quatro semanas, 28 dias.



Esses 28 dias são também uma coisa importante nos dados que vocês devem integrar e compreender.



Esses 28 dias são 28 dias de preparação e correspondem a um ciclo completo da revolução lunar.



Isso não é por acaso.



Não se esqueçam jamais de que vocês têm o livre árbitro, como seres humanos encarnados mas que, contrariamente aos seres de Luz que vocês são, os sistemas solares, os movimentos planetários, não têm a liberdade que vocês têm.



Eles obedecem a ciclos extremamente precisos quanto às deslocações, quanto às mudanças de órbita, quanto à modificação da revolução em redor do sol.



Assim como os sóis não têm a liberdade que vocês conhecem, os sóis estão unidos, de maneira indestrutível, ao sol central de sua galáxia que é, ele mesmo unido ao sol dos sóis chamado a estrela Alcyone.



Esta estrela Alcyone é a Fonte do Pai e a Luz do Pai.



Ela ali reside.



De lá partem os impulsos para a experimentação da vida em múltiplas dimensões.



A estrela Alcyone vai em breve encontrar-se alinhada, por um deslocamento do conjunto desta galáxia, em relação com uma irradiação muito mais direta desta estrela.



Isto está diretamente ligado e religado ao que eu chamei o governo do Pai.



O homem terminou com os seus princípios de dominação.



Ele deve reencontrar a realidade da sua Luz.



Ele deve reencontrar sua natureza, que eu qualificaria de boa vontade de quase angélica, apesar do fato de ter aceito viver na dualidade desde tanto e tanto tempo, para alguns entre vocês.



Isso fortificou camadas que vocês não conhecem, porque elas não são reveladas em vocês.



Quais são essas camadas?



Elas teriam por nome, em sua linguagem: a força, a Verdade, a potência, a Luz, que alguns de vocês traduziram, nesta realidade, pelo poder, pela dominação e pela dependência.



O Pai os criou livres.



O Pai os criou à sua imagem, isso não é uma ilusão, não é uma metáfora, mas é a estrita realidade.



Vocês simplesmente não têm os meios, pelo momento, para ver, compreender e realizar isso.



Simplesmente, isso vem e é para breve.



Nós teremos necessidade, do nosso estágio dimensional, de todas as boas vontades e de todas as consciências a fim de guiar, o melhor possível e ao mais perto possível, o conjunto de seus irmãos que o desejarem para esta Luz e esta realidade divina.



Ainda uma vez, não condenem e não julguem aqueles que desejariam opor-se a isso.



Isso é liberdade deles e nós mesmos não podemos nos opor.



É a grandeza do homem, mas é também a causa da insuficiência do homem.



Mas esta insuficiência é apenas temporária.



Ela não pode ser eterna porque, para além da realidade efetiva do mundo no qual vocês vivem, mesmo os seres que vocês chamam hoje os mais escuros possuem neles a mesma Luz que vocês.



Simplesmente as camadas de construções ligadas ao medo os impedem de conhecerem aquilo nesse momento.



Eles também estão no lugar deles em relação à mudança de ciclo que vocês vivem.



Trata-se realmente do fim de um mundo, mas não o fim do mundo.



Trata-se do fim da vida tal como vocês a conhecem, tal como a experimentam.



Esse mundo foi criado à imagem do Pai, em harmonia, em beleza, mas ele conheceu já numerosos ciclos, numerosas reversões, numerosos períodos (por vezes vividos como difíceis), mas que, entretanto representam, para o conjunto desse sistema solar (mas sobretudo desse mundo específico sobre o qual vocês estão) uma possibilidade de ascensão, uma possibilidade de irradiação quase única na história dos universos.



Este planeta, este sistema solar são realmente únicos nos anais da criação.



A desconstrução que deve ser levada a efeito pelas milícias celestes está à altura da irradiação que deve adquirir este planeta em outras dimensões.



Observem seu céu, observem os planetas desse sistema solar, informem-se pelo coração e por seus meios (enquanto estão ainda aí) ao nível exterior.



A realidade do que acabo de dizer, há agora sete semanas, corresponde ao que vocês vivem.



O que vocês observam na superfície de seu mundo, que esteja ao nível dos comportamentos humanos, como ao nível dos comportamentos dos países, como ao nível dos comportamentos dos elementos, são apenas as premissas dos comportamentos que vocês vão observar.



Permaneçam alinhados, permaneçam centrados, permaneçam interiorizados.



O que vocês têm a viver é uma necessidade.



Uma vez mais, a palavra a mais adequada e que empregarei novamente, é a palavra de desconstrução.



Vocês devem desconstruir para reconstruir diferentemente.



Vocês devem se desconstruir para se reconstruir identicamente, mas noutro lugar, porque a vibração e a oitava deste sistema solar mudam de maneira extremamente potente.



A Luz está a caminho.



O fenômeno de ascensão, tal como o chamam numerosos conectados deste planeta, é uma realidade inexorável.



A ascensão começou.



A ascensão manifestar-se-á a partir de 25 de março a título individual ou a título coletivo.



Está conforme.



Entretanto, nem todos serão referidos por esta primeira onda.



Vocês devem, a maior parte dos trabalhadores que eu chamaria da Luz (ou trabalhadores do Pai) permanecer em manifestação, a cavalo sobre as duas dimensões, mas no entanto reforçados em sua vontade de ascensão e em sua determinação de ascensão.



Atenção para não sucumbirem às tentações da resistência que os conduziriam a sofrer inutilmente.



Eu posso assegurar-lhes e certificar-lhes que, se vocês vivem o período de preparação que vem de maneira autêntica, através de seus comportamentos, através de seus gestos, através de seus pensamentos, tudo acontecerá absolutamente de maneira feliz e luminosa.



E é permanecendo nesta Luz e nesta alegria que vocês poderão aportar sua cooperação e não diferentemente.



Aí está, bem amados filhos do Pai, o que eu tinha a dizer.



Eu insisto para que esta data de 25 de março seja anunciada, que esta data de preparação de 28 dias que vocês têm a viver seja divulgada o mais amplamente possível.



Ela o será, aliás, por múltiplos canais que farão apenas confirmar este.



A sincronia da emergência dessas datas, a sincronia da emergência dessas mensagens, seja pela minha voz, através de diferentes canais ou por outros seres que acompanham os canais, irá no mesmo sentido.



E aí vocês compreenderão, de maneira irrefutável, que algo de grandioso está chegando, porque isso é grandioso, isso é da ordem da Luz.



Bem amados filhos do Pai, filhos da Unidade, se têm perguntas, interrogações em relação a isso, em relação à minha presença em seu mundo, eu gostaria de tentar trazer uma iluminação.



Questão: aqueles que não têm consciência disso ou que não aderem a isso viverão este processo ascensional da mesma maneira?



O único risco é a resistência e, portanto, o sofrimento, mas o sofrimento pode conduzir também, quando se torna extremo, a uma forma de compreensão e de aceitação que eu chamaria o abandono.



Por conseguinte, não se preocupem com eles.



Contentem-se de anunciar.



Contentem-se também de não denunciar demasiado as armadilhas deste mundo que são bem reais, mas o ser humano deve fazer as suas próprias escolhas de maneira individual.



Unicamente ele sozinho deve escolher e pode escolher.



Questão: o que você chama « desconstrução»?



A desconstrução é a influência da Luz do Pai que vem apagar os erros de trajetória da humanidade em seu conjunto e, portanto, apagar a dependência, a dominação, o poder.



Tudo o que vocês construíram, a título de poder, a título individual ou coletivo, deve desaparecer.



A cooperação não pode fazer-se se há mínima veleidade de poder.



Questão: a desconstrução seria concomitante com a ascensão?



Para algumas almas, em alguns lugares do mundo, sim.



Mas a desconstrução, eu repito, não é o fim.



A desconstrução assinala o arranque de um processo que é a emergência da Luz, que é a ascensão de seu planeta e que eu chamaria eventualmente (e que ocorrerá apenas quando o meu reino deste ano terminar), em sua terminologia: reversão.



Questão: então seu reino vai com a desconstrução?



Meu reino é fazer a limpeza, em sua expressão corrente.



Fazer a limpeza consiste em desvendar, revelar, caçar o que não é a Luz e combater.



O papel de vocês não é combater.



O papel de vocês é revelar a Luz e nada mais.



Vocês não estão nos tempos do combate.



Vocês estão nos tempos da aceitação.



Deixem o combate àqueles que o efetuam e que sabem o que fazem.



Não se esqueçam jamais que vocês devem reencontrar sua Unidade enquanto nós, de nossos planos dimensionais, de uma maneira ou de outra, humanos ou não, anjos ou não, hierarquias ou não, realizamos já esta Unidade porque jamais a deixamos, contrariamente a vocês.



E cabe-nos combater para a glória do Pai, para que a Unidade se revele, para que a Luz se revele.



O que não é o seu papel.



Questão: no fim de seu reino, os seres humanos estarão unificados, estarão na Unidade?



Todos os seres humanos, sem exceção, terão vivido o contato com a Luz, que a aceitem ou que a recusem.



Não pode ser de outro modo, porque todo o mundo deve ser informado e não unicamente os trabalhadores da Luz, os trabalhadores do Pai.



Mesmo aqueles que se desviam da face da Luz, a face do Pai, devem ser informados e transformados pela Luz, mesmo se decidem recomeçar vários ciclos nas vias da dualidade.



Questão: poderia desenvolver o que você entende por «princípio do número 12»?



Como sabem, vocês estão num sistema solar onde o número dominante, na dualidade, é o número 7.



A oitava superior que corresponde ao que vocês chamam quinta dimensão se vive numa oitava do número 12.



O 12 corresponde a uma forma de Unidade.



É uma nova tri-Unidade que lhes permite ascensionar nos mundos da não dualidade.



Em sua terminologia creio que aquilo pode ser ilustrado pelo que vocês chamaram «os 12 trabalhos Hércules», mas também pelas 12 vértebras de sua coluna vertebral que se situam ao nível de suas costas.



O referencial do 12 é ligado a uma outra oitava e a outra manifestação de formas de vida.



Quanto ao 28, corresponde este número a uma revolução lunar.



Ele é extremamente importante.



Para o que vem a contar de 25 de março (e de maneira muito mais flagrante a partir de seu solstício de verão), é evidente que vocês devem se preparar e que esta preparação não se faz através de 12 trabalhos, mas através de 28 patamares.



São esses 28 patamares que vocês terão a viver.



Bem amados filhos da Luz, bem amados filhos do Pai, eu lhes transmito agora toda minha força, toda minha proteção e todo meu amor e lhes digo bem vindos em sua eternidade!



... Efusão de energia…





Compartilhamos essas informações em toda transparência. Agradecemos de fazer o mesmo, se a divulgarem, reproduzindo integralmente o texto e citando a fonte: www.autresdimensions.com.



Tradução para o Português: Célia G. http://leiturasdaluz.blogspot.com



http://www.facebook.com/groups/129673830484833/173635636088652/#!/notes/fernando-calheiros/mensagem-do-arcanjo-miguel-18-02-2009-autres-dimensions/10150684939252107

sexta-feira, 9 de março de 2012

Mensagem de SaLuSa, 7de Março de 2012 - Mike Quinsey


Cada vez mais de vós começam a acreditar que as mudanças estão a se tornar significantes, e os detalhes existem se estiverdes prontos para procurá-los. Após várias decepções, atingiu-se um estágio em que os acontecimentos concretizaram-se, chegando a um ponto que os que pertencem às trevas não podem reverter nem interromper. Os seus dias estão contados, e eles enfrentam a vergonha de perder suas posições e riquezas. Muitas vezes, ambas foram obtidas através de subornos e corrupção, além do indescritível que está a ocorrer graças a elas. Eles não se veem forçados a abandonar somente as suas posições, como também tudo o que obtiveram de forma ilícita. A justiça será feita de acordo com os seus crimes, e uma lição valiosa será aprendida. Eles não serão tratados de modo inferior ou diferente de qualquer outra alma, e repararão os danos que causaram.

Nada é ignorado quando se revê uma vida, e nada pode ser escondido. Todas as coisas serão vistas e compreendidas exatamente de acordo com os motivos que as causaram, e, se necessário, para que as dúvidas sejam esclarecidas, revivereis certos aspectos novamente. Isso estende-se a todos os envolvidos na vossa vida, e é claro que, quando a hora certa chegar, eles também experimentarão esse processo de recordação. Se tiverdes segredos culpáveis, aconselhamos que perdoeis a vós mesmos, pois ninguém mais pode fazê-lo por vós. Assim, evitareis a auto-punição desnecessária, pois considera-se que todas as experiências vos trazem uma lição. Continuai com a vossa vida e esforçai-vos para que os mesmos erros não sejam repetidos, pois certamente sereis testados novamente. O carma pode ser removido durante a mesma vida em que foi gerado, embora a maior parte seja levada adiante e retorne em vidas futuras.

Mencionamos anteriormente que existe uma Lei de Graça que pode ser utilizada para vos libertar do Carma, e ela concretizar-se-á cada vez mais à medida que vos aproximais dos tempos finais. Aliás, de todas as vossas vidas, a vida presente é a que verá a maior quantidade de Carma instantâneo, pois não o carregareis convosco rumo à Ascensão. Portanto, Queridos, observai as vossas experiências, e se elas surgirem para a vossa evolução, aprendei o que elas têm a vos dizer. Alguns trabalhadores da Luz já passaram do ponto em que suas vidas ainda possuem lições para si. Eles já estão com os dois pés na linha do tempo da Ascensão, e já elevaram os seus níveis de consciência e cortaram a sua conexão com as vibrações inferiores. Sabereis instintivamente quem são, e podereis pedir ajuda se tiverdes dificuldades em limpá-las. Muitas vezes, dizeis a vós próprios que não abandonareis algo de que gostais, mesmo que seja danoso ao vosso ser físico, além de ser inaceitável espiritualmente. Os vícios podem ser difíceis de se controlar, mas se tiverdes uma intenção firme de superá-los, sereis bem-sucedidos.

Não é apenas uma dieta ruim que danifica o vosso corpo, mas também os abusos resultantes de vícios, bem como as energias negativas criadas por linguagem inadequada e música discordante. As perturbações que elas causam podem vos abrir a doenças físicas e mentais, se persistirdes. O vosso corpo possui poderes de cura impressionantes que começam a funcionar assim que escolheis um caminho de vida diferente. A Ascensão aproxima-se, sendo sábios os que avaliam exatamente o que querem, e como agirão para lográ-lo. A escolha é vossa; então, decidi o que quereis fazer e trabalhai para consegui-lo.

O som possui um lugar de importância em vossas vidas, e estais rodeados por uma grande cacofonia de diferentes sons, alguns estando além do vosso sentido de audição. Portanto, a vossa escolha musical possui um efeito direto em como vos sentis. Sons puros, como podeis imaginar, são muito benéficos, e carregam consigo qualidades de cura que constituem o motivo de serem utilizados para fins terapêuticos. Os vossos chacras principais são uma série de centros energéticos que vão do vosso Chacra Raiz ao vosso Chacra Coroa, e, de acordo com a sua condição, gozareis de saúde ou desenvolvereis doenças. O som pode equilibrá-los ou distorcê-los, bem como as glândulas atrás deles, o que seria prejudicial à vossa saúde e ao vosso bem-estar. O som é capaz de destruir ou mesmo matar, pois é bastante poderoso, sendo utilizado às vezes como arma em guerras.

Nas dimensões superiores, os sons discordantes não existem, e nelas sempre se está rodeado de energias equilibradas e belas. Elas elevam a parte mais delicada do corpo e da alma, o que pode ser descrito como uma experiência sensitiva. Perguntai a qualquer um que já esteve nos reinos astrais, conhecidos como Terra do Verão, e eles invariavelmente dirão que, nesses reinos, está-se sempre rodeado por uma energia pacífica e repleta de amor. Porém, isso é o que chamais de 4a densidade, e, quando ascenderdes, ireis ainda mais longe, até a 5a densidade. Conseguis, então, ter uma ideia de como deve ser? Não é de se espantar que as almas não queiram abandonar esses níveis. Lidais com as vibrações inferiores da Terra porque vos acostumastes a elas, mas, em contraste com as vibrações superiores, as inferiores são pesadas e difíceis de se controlar. Contudo, tornastes-vos mestres em trabalhar com elas, e sois todos merecedores de muitos elogios.

Nem todos os membros da Federação Galáctica já passaram pela experiência humana. Estamos, portanto, extremamente interessados em vós e como agireis. O fato de que vos é oferecida ajuda não anula a vossa conquista fantástica de superar a atração das energias inferiores. Sois Seres poderosos, e estais a provar que sois bastante espertos ao lidar com os que pertencem às trevas. Um dia, no futuro, até mesmo eles se espantarão com os vossos poderes incríveis de superar o que eles jogaram sobre vós. As vossas experiências coletivas serão mantidas na Sala dos Registos, para que todos possam vê-las e aprender com elas.

A Ascensão não será apenas uma pausa bem-vinda dos desafios da dualidade, mas a mudança para um tipo de vida que seja muito mais gratificante e alegre. Aclimatizar-vos-eis de forma bastante natural, pois é o mesmo tipo de vida que tínheis antes da vossa saída dos reinos superiores. A ilusão que vivestes na Terra passará, mas não sem expandir os vossos níveis de consciência. Todas as experiências contribuirão para o vosso entendimento geral das vibrações inferiores. Isso não quer dizer que precisais estar completamente cientes delas, somente das lições aprendidas.

Sou SaLuSa de Sírio, e posso confirmar o que estão a ouvir de várias fontes no momento, relativamente ao grande processo de remoção dos que atrapalham o caminho do progresso. As nossas atividades também estão a ser intensificadas em apoio aos nosso aliados, e o nosso amor permanece convosco.

Obrigado, SaLuSa.
Mike Quinsey.
Website: Tree of the Golden Light
Tradução: Gabriel

Autoria da Imagem: Kagaya

Hymne De l'enfant a son reveil

Dan Gibson - Wishing